terça-feira, 27 de setembro de 2011

Inglaterra : Londres : Pubs & Clubs

Ninguém vive só de museu né? Quer dizer, os bibliotecários, museólogos, arquivologistas e afins provavelmente devem viver, mas eu não! (Que estes profissionais não me ouçam, só estou brincando!)

Seja num pub ou num club, o que não falta são boas opções para tomar um famoso pint londrino.

Mas que diabos é um pint?

Um pint, para a surpresa de muitos (inclusive a minha), é nada mais que um sistema de medidas, tal como o sistema métrico decimal, que tem como unidade básica o METRO. Mas neste caso, o PINT é esta unidade básica. Seria mais ou menos como dizer que você foi para o boteco e bebeu 2km de chopp!

Existe uma variação entre os países que o adotam, mas, para resumir, um PINT equivale a 500ml, ou seja, beber um pint significa que você bebeu 500ml de chopp! Simples assim…

Voltando aos pubs e clubs:

Eu fui em alguns muitos pubs durante estas duas semanas em Londres, mas sinceramente, nenhum que valha a pena indicar. Não porque sejam ruins, mas porque basicamente todos eles são praticamente iguais: servem as mesmas bebidas, oferecem as mesmas comidas (não deixe de comer um Fish & Chips, que nada mais é que filé de peixe com batata frita) e possuem o mesmo esquema: peça no balcão e pague antes de consumir.

DSC00877

Mas se, mesmo assim, você quiser conhecer alguns pubs mais tradicionais, veja a lista que o site Visit London fez com os 10+!

Quanto aos clubs, fui a uns 3 ou 4 e, mesmo esquema: mesmas músicas, mesmas bebidas e mesmo esquema: peça no balcão e pague antes de consumir.

Ministry of Sound:

Um dos clubs mais conhecidos de Londres. Ficou em quarto colocado no ranking 2010 dos melhores clubs da DJ Magazine. Ambiente agradável, música boa, bebida cara e público infanto-juvenil. Se seu público é esse, não deixe de ir! Fica em, uns 10 minutos da estação Elephant & Castle, um pouco longe do centro mais movimentado.

0100000

Já na região do West End é onde ficam os principais teatros, muitos pubs, restaurantes e clubs. Naquela região fica a Leicester Square, uma praça que fica muito próxima as conhecidas Trafalgar Square, Piccadilly Circus, Covent Garden e Cambridge Circus. Quando não sabíamos pra onde ir a noite, era pra lá que íamos. E lá fomos para 2 clubs:

Metra Club

Muito próxima da estação Leicester Square, é um club sem muito o que falar. A música foi boa e a bebida era mais barata que nos outros lugares. Estava bem vazia, mas nos divertimos bastante.

DSC01300DSC01301

Bar Rumba

Esse bar foi indicação de um nigga que conhecemos na rua. Queríamos ir numa night hip hop e nos disseram que lá era o lugar. Assim que chegamos, nos assustamos. O lugar parecia meio pesado, quase o Brooklin americano. Percebemos que era o ponto de encontro dos guetos, tanto dos negros, quanto dos asiáticos, quanto dos malucos. Não somos negros nem somos asiáticos. Então nos juntamos ao grupo dos malucos e a noite se tornou mais um club que todas as mesmas músicas, tem as mesmas bebidas e blá blá blá.

DSC01517DSC01528DSC01523DSC01514

Ah, uma dica. Uma das minhas amigas tinha remédios na bolsa, tipo dorflex ou engov, e ficou quase 20 minutos barrada em um dos clubs. Os seguranças chamaram o médico de plantão para ele identificar os remédios, mas como estavam em Português, demorou um pouquinho pra liberar (no Brasil só vejo médico na balada ou em grandes eventos ou mais bêbados que eu!).

IMG_0241

Sinceramente não achei a night londrina tão boa quanto eu imaginei que fosse. Os lugares são sempre muito parecidos, com pouca criatividade na decoração, mesmas bebidas e tudo mais. A sorte é que eu fui com um grupo de amigos bem animado, então qualquer lugar que fôssemos se tornava divertido.

Para quem está indo se jogar na night londrina, um bom site para acompanhar as boas é o Lost in London. Eles cobrem as festas por lá, no mesmo esquema do Brasil, com direito a fotógrafo e foto no site depois!

00DSC01529

[Continua]

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Inglaterra : Londres : Natural History Museum e o Terremoto!

No mesmo dia que fomos na Harrods, antes tínhamos ido no no Natural History Museum, um dos maios famosos museus de Londres. E o bom é que é de graça!

Natural History Museum - London

O museu é dividido em categorias e possui mais de 70 milhões de itens em exibição! Além de um museu, é um dos mais renomados institutos de pesquisa e conhecimentos de taxonomia. Mas um dos pontos altos do acervo são os esqueletos de dinossauros. Existe uma galeria especial para eles! Eu infelizmente já sabia que esta galeria estava fechada para reformas e, infelizmente, só pude ver o grande Diplodocus que preenche todo o hall central. É realmente GIGANTE.

DiplodocusDiplodocus e eu

Sem esta galeria, o museu acaba perdendo um pouco a graça. De maneira geral, achei as peças meio velhas, muito desgastadas, parecendo com aquelas dos laboratórios de colégio, que só tem uma cobra e um rato dentro daqueles vidros com formol. Se bem que os bichos dentro dos vidros lá eram bem mais interessantes!

Carneiro no FormolUrso no formol

O que salvou a tarde foi a sessão dos animais empalhados. Tem bicho ali que eu nem sabia que existia! Sem falar naqueles que você sabe que existe mas que dificilmente viu algum na sua frente! Viu no máximo no Discovery Channel. É interessante vê-los, mesmo que com aquele ar plastificado.

Eu e os animais empalhados

Uma das galerias que mais me chamou a atenção foi a Earth (Terra). A entrada dela é bem bonita, você pega uma escada rolante e entra literalmente no centro da Terra.

DSC_0129DSC_0132

Além de possuir ares de ser a mais nova, possui algumas salas bem interessantes, incluindo a do terremoto, que simula um em um supermercado cenográfico. Mas acho que o terremoto é bem fraco, pois nem parecia que estávamos nos movendo. Se bobear as arquibancadas do Maracanã balançam mais. Dá uma olhada no vídeo que o HC fez no blog dele: AQUI.

No museu existem também outras exposições, mas estas já são pagas e eu não me animei de conhecer.

Mas mesmo que não existisse nada dentro do edifício que abriga o museu, a visita valeria a pena. A arquitetura do prédio é magnífica. O que não poderia deixar de ser, já que foi construída no ostentoso período victoriano. Tanto a fachada quanto o hall de entrada são ornados em diferentes tons de terra cota, representando o passado e o presente da diversidade da natureza.

Hall Central

Quem estiver planejando visitar o Natural History Museum, seguem algumas informações importantes:

.Site Oficial: http://www.nhm.ac.uk/

.Horário: de segunda a sexta-feira, das 10am as 5.50pm

.Valor: Grátis

.Endereço: Cromwell Road - London SW7 5BD, UK.

.Estação de Metrô próxima: South Kensington

.Outras atrações próximas: Science Museum e Victoria & Albert Museum.

 

[Continua]

Digo a Bordo!

"Ao retornar de uma viagem, não sei se o mundo diminuiu ou eu é que cresci."

Quer sugerir um destino? Tirar Dúvidas? Ou somente elogiar mesmo?
Escreva para rodrigofranco@digoabordo.com
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...