sábado, 3 de abril de 2010

Angola : Luanda : Barra do Kwanza

Continuando minha busca incessante por animais selvagens, fiz um passeio hoje bem interessante: Barra do Kwanza, a 70km de Luanda.

Pegamos a estrada rumo ao Sul.

Toda a viagem é feita na costa do mar, com vistas e paisagens belíssimas. Aos poucos você se esquece que está na África. Sai-se de Luanda, com todo seu lixo e poeira de obras, e adentra-se numa Angola até então desconhecida. Estou na África? Ou na Bahia?





A primeira parada foi no Miradouro da Lua. A semelhança com a superfície lunar é que deu nome a este lugar. A natureza levou milênios para esculpir essa maravilha. E a cada visita encontra-se uma nova paisagem, pois as falésias transformam-se a cada sopro.





Seguimos viagem rumo ao nosso destino. Uma estrada que parece infinita nos desvenda segredos até então bem assegurados.

O Rio Kwanza, além de dar nome a moeda angola, é o principal e maior rio do país, com mais de 1000km de extensão. Ele nasce na província de Blé e desagua no mar, em Luanda. E é pra lá que nós vamos.

Após 1 hora e meia de viagem, chegamos ao nosso destino. Nossa base é o Kwanza Lodge, uma espécie de resort, com bangalôs para se passar fins de semana (350 USD), e um restaurante para os que querem desfrutar de algumas horas de relaxamento.





Dali partimos para um passeio de lancha pelo Rio, onde recorremos suas margens e acompanhamos seu traçado.



A cada curva uma nova paisagem surgia, uma cada vez mais bonita e suupreendente que a outra. Vocês já viram um mar de palmeiras a margem de um rio? Pois eu vi!



É comum aparecerem jacarés pelo caminho. E confesso que eu estava torcendo pra isso. Mas como não estou com muita sorte pra ficar face a face com os bichanos selvagens, o máximo que vi foram algumas aves de rapina, que acredito que sejam gaviões.



De volta a nossa base, e com 25 dólares a menos (a lancha para 4 pessoas sai a 100 dólares), almoçamos e descansamos a margem do Rio.



Um rio que fornece energia para a capital do país, com sua hidrelétrica.

Um rio que alimenta muita gente.

















Um rio que é a casa de muita gente.




















Um rio que me fez conhecer uma Angola que dá gosto.



Ah, esse desfecho ficou bonito né?
Pois é, mas não poderia deixar de registrar aqui uma cena HILÁRIA que vi na volta do passeio.
Realmente os bichos selvagens estão fugindo de mim, mas os outros estão fazendo questão de aparecer.
Até pose pra foto a cabritinha fez.



Bjos e Feliz Páscoa a todos!

4 comentários:

  1. Feliz Páscoaaaaaa!!!

    Gostei do passeio !! Bem diferente...
    Gostei de ver que você esta se divertindo também por aí ....
    Sorte na vidaaaa !!!!!

    mil beijocassssssss

    Luciana

    ResponderExcluir
  2. hahahahhahahahahhaa... só vc mesmo!

    Se tudo der certo, final do mês tô aí... vou qrer abrigo valeu! abçoooow

    ResponderExcluir
  3. Fofoooooooooooooooooo da minha vidaaaa! ´Vc só não contou quem estava com vc...pq afinal, vc usou plural!

    Q bom acompanhar isso....cada coisa diferente q vc faz por ai, vc deve agradecer e pensar, é uma vez na vida...preciso de forças....E eu sei q vc conseguirá!

    Saudades!

    beijos

    ResponderExcluir
  4. mas está ainda nao é a minha angola, tinhas que ir para a barra do dande que fica a norte de luanda. tenta e que o que é uma paisagem de verdade.

    osvaldomnl@hotmail.com

    ResponderExcluir

Digo a Bordo!

"Ao retornar de uma viagem, não sei se o mundo diminuiu ou eu é que cresci."

Quer sugerir um destino? Tirar Dúvidas? Ou somente elogiar mesmo?
Escreva para rodrigofranco@digoabordo.com
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...